Quando a cirurgia ortognática é recomendada?

Geralmente, os fatores que desencadeiam anomalias do crescimento ósseo na região têm causas genéticas, e quando são acentuadas, acabam causando a desarmonia na estrutura do maxilar. Como se trata de um problema originado nos ossos, a sua correção precisa ir além do tratamento com aparelhos ortodônticos.

Por se tratar de uma solução definitiva para solucionar a assimetria óssea, a cirurgia ortognática requer um planejamento prévio cuidadoso por parte do dentista, do ortodontista e do paciente. É comum que o uso de aparelho ortodôntico anteceda o procedimento, pois o dispositivo auxilia no posicionamento estratégico dos dentes antes da realização do reposicionamento dos ossos da parte inferior da face.

A cirurgia ortognática também requer alguns cuidados especiais durante o período pós-operatório. Além de medicação específica, a recuperação total do paciente também envolve repouso, cuidados com a alimentação e fisioterapia.

Em alguns casos, também pode ser necessário que o paciente finalize o processo com a ajuda de tratamentos ortodônticos e outros procedimentos como implantes dentários e outros tratamentos estéticos. O resultado final é notável e trará melhorias perceptíveis para o seu rosto e sorriso.

Fonte: Instituto Maxilo Facial

Share:

Deixe uma resposta